Header Ads

Há 50 anos, Nana Caymmi vencia o "Festival da Canção" sob imensa vaia

Nana Caymmi no Festival Internacional da Canção
O Festival Internacional da Canção foi realizado em duas etapas, a nacional entre 22 e 24 de outubro, e a internacional entre 28 e 30 de outubro. Com 1.784 canções inscritas, na fase nacional, 36 delas subiram ao palco. No primeiro e no segundo dia, foram apresentadas as canções, passando para a última etapa seis músicas indicadas pelo júri e uma pelos aplausos do público.

No terceiro dia, o grande dia da decisão, 14 artistas subiram ao palco, entre eles Nana Caymmi, Gal Costa, Maísa, Jair Rodrigues, Elis Regina, Wilson Simonal e Maria Bethânia, em sua única apresentação em festivais.

Chico Buarque recebia ainda os louros de ter vencido o festival da Record, com "A Banda", o público exigia que o cantor e compositor interpretasse a canção. Chico era presidente do júri. “O povo quer alegria e não essa tristeza contida na maioria das músicas, que no final das contas nem sequer representam a música popular brasileira. 'A banda' fica como lição, porque se os compositores tivessem, antes, assistido ao festival da Record / TV Globo, por certo teriam aprendido e não estariam impondo ao povo esse amontoado de músicas intelectualóides”, disse Sérgio Cabral, crítico, ao jornal O Globo, sobre as críticas pelo teor melancólico das canções.

A vencedora foi "Saveiros" de Dorival Caymmi e Nelson Motta, interpretado pela voz deslumbrante Nana Caymmi. O anúncio da canção, Nana foi recebida pelo público com uma tremenda vaia, ao sair do Maracanãzinho, tentaram quebrar o carro que a cantora estava, segundo reportagem do O Globo.

"Jamais mamei na ditadura. Nem mesmo em música eu quis me engajar. Não participei de movimentos, bossa nova, antibossanova, tropicália, essas coisas. Sempre fui eu mesma", disse Nana Caymmi, também ao jornal O Globo.

Nenhum comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Tecnologia do Blogger.